MENU
PRODUTOS

Conheça a FEBRAEC - Instituição de Indicação de Negócios de Consultorias

Prêmio Melhores Práticas em Educação Corporativa

Confira as fotos e o vídeo completo da premiação da FEBRAEC.

Febraec para empresas

FEBRAEC para Empresas

Publicado domingo, 14 de agosto de 2016, às 22:52
Onde as Empresas falham na implantação do Lean Manufacturing em suas produções?

A alta administração de muitas Empresas fica surpreendida quando os resultados da implantação do Lean Manufacturing não são tão bons quanto se esperava, ou mesmo quanto alguns idealizadores prometeram.

A partir daí começa um desâmino e um descrédito sobre essa jornada. Mas o que os líderes deveriam fazer é avaliar onde estão as causas para esse suposto insucesso.

Abaixo coloco algumas das falhas que usualmente encontro em nossos clientes.

  • Falha no suporte dado pela Alta Administração / Liderança:

A alta administração / liderança acredita, por vezes, que somente proporcionando treinamentos, para ter o conhecimento dos conceitos e das ferramentas, já é possível implantar o Lean Manufacturing com suas equipes.

Eles não se atentam que esse tipo de implantação precisa ter o suporte intensivo da alta administração e liderança. É um processo o qual chamamos de TOP / DOWN. As diretrizes, metas e o foco deve partir da liderança. A liderança precisa ter a disciplina para executar um acompanhamento constante das equipes. Trata-se de uma mudança de cultura e nenhuma cultura muda sem muita disciplina e efetivo acompanhamento / suporte.

O constante acompanhamento da alta administração / liderança, acompanhando números, indicadores, A3s, participando das reuniões com as equipes, indo ao "Gemba", fazendo perguntas para os colaboradores, dando-lhes recursos, etc, é vital para gerar a necessária motivação dessas equipes.

  • Falha na escolha da equipe de implantação:

Todo projeto requer o devido cuidado na escolha dos colaboradores que farão parte da equipe. Para uma equipe de implantação do Lean Manufacturing esse cuidado passa a ser redobrado porque você estará mexendo com pessoas, cultura, atitudes, educação, costumes, etc.

Os líderes das equipes devem ser preparados para atuarem como agentes de mudança, sempre objetivando a melhoria contínua dos processos. Existe treinamentos específicos para isso.

  • A área Comercial e o PPCP da Empresa, áreas vitais para o sucesso do Lean são pouco envolvidos nessa jornada:

Devido à falhas no envolvimento da área comercial e do PPCP da Empresa nesta jornada de implantação do Lean Manufacturing, temos, por vezes, objetivos e metas antagônicos nas diversas áreas e/ou departamentos. Enquanto a área comercial quer disponibilidade máxima dos produtos, se todos estivessem em prateleiras seria melhor, o Lean prega controle e redução dos estoques, evitando os desperdícios. Isso coloca o PPCP em cheque, gerando decisões nem sempre acertadas no sentido da redução desses desperdícios (superprodução e estoques).

O ideal é que as áreas comercial e PPCP estejam envolvidas e comprometidas desde o início da jornada Lean, participando da construção dessa implantação e objetivando a mesma redução dos desperdícios.

Para tanto, quando do planejamento da implantação, um efetivo plano de comunicação entre essas áreas deve ser estabelecido.

  • Falhas na disciplina para a coleta e análise de dados dos processos:

Quando da implantação, objetivos e metas devem ser definidos para avaliação da evolução dessa jornada. Isso deve ser feito no início do planejamento e deve ficar muito claro para todos os envolvidos. A correta coleta e análise desses dados e informações serve de orientação sobre a direção dessa implantação. Se não sabemos exatamente para onde estamos indo, provavelmente não chegaremos onde planejamos inicialmente, gerando frustações e desânimo.

A disciplina para a coleta e análise desses dados e informações é fundamental para a correta condução dessa implantação.

O A3 é a ferramenta recomendada nesse caso.

Partindo do conceito P-D-C-A, o qual é a base da ferramenta A3, normalmente as equipes partem para a valorização do D, ou seja, planejam muito pouco e já partem para a ação.

Isso é o que chamamos de p-D-p-D ao invés do P-D-C-A. O planejamento perde espaço para o executar imediato, pressionado pela Alta Administração /Liderança. Se o planejamento é fraco, com certeza o fazer será demorado e sempre mais caro, pois dentro do fazer terá muito retrabalho devido a falta de um bom planejamento.

O C (controlar) e o A (Agir) também são pouco desenvolvidos, fazendo com que problemas e fraco desempenho voltem a surgir pela falta de documentação e padronização das soluções.

Para combater essa falha, as equipes devem construir os A3s e sempre avaliá-los e atualizá-los para retirar o melhor que a ferramenta pode proporcionar.

Publicado por Ivan Bezerra
Compartilhe esta página em suas redes sociais