Atendimento via Whatsapp

Toque para acessar

A atividade mais fiscalizada do planeta

Publicado terça, 08 de maio de 2018, às 10:03
A atividade mais fiscalizada do planeta

Atuamos num segmento de mercado que talvez seja uma das mais reguladas e fiscalizadas. É praticamente impossível para nós revendedores de combustíveis estarmos plenamente atentos e seguindo todas as normas e exigências que recaem sobre o setor.



A começar pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) que fiscaliza e exige cumprir todas as suas resoluções e, que muitas vezes, por falta de conhecimento ou até mesmo por erro de interpretação, os revendedores ficam sujeitos a autuações que quase sempre acabam se tornando multas, na sua maioria pesadas.



É comum quando visito postos de combustíveis na minha atividade de consultor, encontrar revendedores que mesmo estando irregulares, às vezes não aceitam críticas supondo que estão certos, digo supondo porque normalmente estão desinformados e só procuram ajuda quando um fiscal notifica o posto.



Afora a atuação da ANP, outras exigências são impostas, agora com mais intensidade pelo Ministério do Trabalho, das agências reguladoras do meio ambiente, do INMETRO, das prefeituras, do PROCON, quando não é o Ministério Público que invariavelmente entende que os culpados pelos preços elevados e por combinação de preços.



É difícil ser empresário nesse nosso país de hoje. É fundamental que se tenha um bom contador que lhe oriente corretamente sobre as questões contábeis e fiscais, seu posto pode entrar numa espiral descendente e se tornar irreversível.



Por isso, recomendo sempre que procurem estar atentos as todas as mudanças regulatórias que recaem sobre seu negócio. Sabemos que não é fácil e simples, principalmente por conta da frequência das mudanças. Para tanto, é importante se informar e, melhor que isso, se aproximar de profissionais (consultores e orientadores) que lhes auxiliarão para que tenham uma postura correta e menos onerosa, evitando perdas com multas.



No mercado, existem escritórios de serviços contábeis especialistas em postos de combustíveis, ainda são poucos, mas como atuam especialmente no segmento podem orientar os revendedores de uma forma mais eficaz.



Quanto à orientação jurídica, também recomendo procurar profissionais que tenham experiência no setor, especialmente para os casos relacionados com a relação comercial com as distribuidoras.



Os sindicatos da categoria têm tido um importante papel na orientação e no apoio jurídico aos seus associados. Nos sindicatos, pode-se encontrar advogados bastante capacitados e experientes na área trabalhista e assuntos relacionados ao meio ambiente.



Se o negócio financeiramente requer cuidados, cuidar dos aspectos regulatórios tem que ser tarefa contínua, pois em determinados casos pode levar a inviabilizar seu negócio.



Agora, lembre-se que para tudo existe recurso e solução, não dá mais para continuar com a atitude de achar que é dono da verdade e que sabe tudo e imaginar que tudo vai dar certo fazendo coisas erradas e não aceitar conselhos, mesmo que venha a pagar por eles.




Publicado por Vinícius Antunes Costa
Compartilhe nas redes sociais