Atendimento via Whatsapp

Toque para acessar

Receitas Agregadas

Publicado terça, 13 de março de 2018, às 11:26
Receitas Agregadas

Os postos de combustíveis naturalmente funcionam nas melhores localizações do mundo, uma vez que só faz sentido se instalar um posto onde existe um número significativo de veículos passando na sua frente.



É evidente também que todo estudo que se faz para implementação de um novo posto deve-se levar em consideração em primeiro lugar o potencial de vendas de combustíveis, levando-se em consideração aspectos como visibilidade, acessibilidade, para se definir exatamente o melhor layout, pois são fatores críticos para se atingir mais facilmente o volume de vendas estimado do empreendimento.



Costumo sempre dizer, que toda vez que entra um novo consumidor no seu posto estamos na verdade trabalhando para que ele volte novamente, quando ele toma a decisão de entrar no posto dificilmente sairá sem abastecer. Por essa razão, que tratar o cliente com um bom atendimento é fundamental de forma a atraí-lo para que volte mais vezes, e ele voltando temos uma grande chance de fidelizá-lo.



Mas sabemos também que as necessidades desse consumidor não é apenas o abastecimento de combustíveis do seu veículo, e é aí que entramos no assunto desse artigo. Todo veículo possui necessidades específicas, além dos combustíveis, seja a calibragem dos pneus, a lavagem dos vidros e outras que podem gerar receitas agregadas.



Tomemos como exemplo os diversos fluídos existentes, tais como fluídos de freio, óleo da direção hidráulica e os lubrificantes. Em especial nos lubrificantes podemos ter duas opções, a de completar o nível do óleo ou realizar a sua troca, isso se estiver no momento certo. Para tanto, precisamos ter no posto uma troca de óleo bem organizada, com um funcionário que entenda do negócio e que esteja devidamente treinado para o serviço, mas não é só isso, que tenha estoque de tipos de lubrificantes suficiente para atender pelo menos 80% dos veículos em circulação e, se possível, também filtros de óleo e de ar correspondentes.



É importante que se dê segurança ao cliente indicando somente produtos recomendados pelo fabricante, é relativamente fácil vender a marca do lubrificante que você dispõe, desde que ele atenda o que estiver indicado no manual do veículo. Hoje existem tabelas prontas ou até mesmo um sistema onde você insere a marca, modelo e ano de fabricação e ele informa a especificação e quantidade necessária da cada um dos lubrificantes, fluídos e filtros utilizados. Se por acaso, você não tem uma troca de óleo, vale a pena investir, você irá se surpreender com o resultado, mas é preciso foco e dedicação, ganhar dinheiro é para quem é dedicado.



Outro ponto que merece atenção são as duchas e lavagens, ou até mesmo o embelezamento estético dos veículos. Esse é outro gerador de receitas incrível, todo mundo gosta de andar com seu carro limpo. Nesse caso, podemos considerar a instalação de máquinas de lavar cujo investimento é interessante pois alguns fabricantes possuem a possibilidade de financiamento pelo cartão do BNDES, sendo que na maioria das vezes elas mesmas pagam o investimento. É bom também considerar as duchas simples, cujo preço do serviço é menor, mais rápido e dependendo do local geram igualmente uma receita com resultado razoável.



Além desses dois exemplos citados acima, temos que considerar que uma boa avaliação do seu ponto de vendas definitivamente não é o volume em m³ (metros cúbicos) que você vende ou poderá vender, mas sim quanto você pode vender por m² (metro quadrado). É importante ficar atento a toda oportunidade que seu posto lhe apresenta, tais como a instalação de uma loja de conveniência, de uma farmácia, uma lotérica ou até mesmo uma lavanderia. A avaliação do local é que vai lhe dizer qual é o negócio a se instalar, caso tenha espaço para isso.



O que na verdade importa é que seu posto seja uma referência de local de conveniências, já que o consumidor tem que abastecer seu veículo porque não programar também a parada para consumir outros produtos ou serviços.



Fica aí mais essa dica e no próximo artigo falaremos sobre como anda sua contabilidade e os aspectos jurídicos do seu posto.




Publicado por Vinícius Antunes Costa
Compartilhe nas redes sociais